Backup: Cópia de Segurança

Há tempos temos visto casos de empresas que são infectadas por alguns tipos de vírus que estão ganhando mídia por causa de sua capacidade de devastar os dados e paralisar uma empresa.

Vários nomes são citados, o mais temido trata‐se do que pede um resgate para devolver os dados.

Recentemente esse número tem aumentado e temos ouvido bem mais casos deste tipo de vírus. A pergunta é: Como podemos nos defender para que tal fato não ocorra conosco amanhã? A resposta continua sendo a mesma. Os cuidados devem ser tomados para evitar a infecção.

Mas caso siga o protocolo e um dia ainda aconteça temos que estar preparados para o plano B. Nesta hora o Backup dos dados vai fazer toda a diferença. Pode‐se perder um dia ou dois de trabalho. Concordamos que ainda assim é uma perda, mas é um impacto pequeno se comparado a perder tudo ou se propor a pagar o resgate que não se sabe, com certeza, se é garantido a devolução dos dados após o pagamento. Mesmo pagando ainda há o risco de perder.

O Backup deve fazer parte da rotina das empresas, como qualquer tarefa desempenhada, com dia e horários pré determinados para minimizar custos e tempo com recuperação de dados seja por motivo de vírus ou mesmo defeito de equipamentos.


O que é o BACKUP?

BACKUP é uma cópia de segurança dos seus dados. E um procedimento indispensável para o funcionamento do seu sistema de computadores, pois é a única forma de recuperar informações em caso de pane tanto na parte de Hardware (Equipamentos) quanto dos Softwares.

Assim como pode haver problemas técnicos na parte de hardware (computadores, no‐breaks, hubs, placas, monitores, cabos de rede, etc) na parte de software podemos ter problemas ao instalar ou atualizar um programa. Um programa pode interferir no outro causando incompatibilidade entre as versões.

Computadores e programas podem parar de uma hora para outra impedindo o acesso às informações.

Nunca sabemos quando isso pode acontecer por isso é importante manter o backup sempre atualizado dos dados importantes como o banco de dados do sistema gerenciador de sua empresa, fotos, imagens, planilhas, textos, etc.

Os problemas que poderão ser minimizados fazendo a rotina de Backup:
1) Perda dos dados por Problemas técnicos em Hardware e Software já explanado anteriormente
2) Perda dados por infeção de Vírus, também já citado.
3) Perda de dados por arquivos danificados: O vírus pode danificar seus arquivos sem que você perceba. Isso ocorre com arquivos que não são utilizados com muita frequência então só irá perceber que está danificado depois de muito tempo. Então, guarde os backups por um período um pouco maior que a última semana por exemplo.
4) Perda de dados por incêndio, enchentes ou roubo. Neste caso sugerimos ter também uma cópia do backup fora do estabelecimento.

Calcule bem a frequência da realização dos Backups pois as informações são recuperadas com todas as alterações até o momento em que ele foi realizado. Tudo o que foi feito após este momento deverá ser refeito.

Realizar testes periódicos nos backups gravados para saber se os mesmos estão funcionando corretamente também é importante para quando precisar não ficar de mãos vazias.

Verifique se a rotina de Backup do Sistema está em dia. Se tiver dúvidas, procure um de nossos técnicos para instruções.

Gestão de custos, um grande desafio

Gerir uma empresa, independente do porte dela, requer conhecimentos multidisciplinares. Porém, numa empresa de pequeno porte as dificuldades aumentam, pois é comum não existir nelas uma equipe com profissionais para cada tarefa ou setor, acumulando assim, sobre poucos, várias tarefas.

Em virtude deste acumulo muitas vezes há uma negligência com determinadas áreas, que normalmente são as que requerem maior disciplina e dedicação.

A gestão de custos, por requerer grande quantidade de informações oriundas de diversos setores, uma análise criteriosa e o conhecimento suficiente de conceitos de custos para a correta classificação dessas mesmas informações, acaba sendo negligenciada.

Essa negligência impacta negativamente de várias maneiras no desempenho da empresa. Por outro lado, uma boa gestão de custos pode: aumentar a lucratividade, permitir negociações seguras em concorrências acirradas, ser um diferencial competitivo, reduzir perdas, informar sobre produtos mais e menos viáveis.

Mais uma vez, a tecnologia é a melhor opção para que empreendedores possam, mesmo com equipes reduzidas, gerir de forma adequada os custos da empresa.

Um sistema integrado facilita a coleta de dados e a transformação deles em informações úteis para o bom desempenho dos negócios no que se refere a custos.

Maior operação fiscal presencial de SC vai verificar 2,5 mil lojas no estado

Estabelecimentos dos principais shoppings e ruas serão fiscalizados. Objetivo é verificar regularidade de equipamentos e aplicativos de vendas.
A maior ação fiscal presencial da história de Santa Catarina vai verificar 2,5 mil lojas nos principais shoppings e ruas de 45 cidades do estado, segundo a Secretaria de Estado da Fazenda. A operação, chamada de Amigo Oculto, ocorre em dezembro.

Na ação, os fiscais vão verificar os equipamentos e aplicativos que permitem os controles das operações de vendas do comércio varejista. São fiscalizados aparelhos como impressoras fiscais, programas aplicativos fiscais (PAF) e máquinas de cartão de crédito e débito.

Segundo a Secretaria, os lojistas foram selecionados previamente com base em dados de comercialização, entradas de mercadorias, meios de pagamento eletrônicos e uso de recursos de automação comercial registrados no Sistema de Administração Tributária.

Irregularidades passadas

Os fiscais também farão o controle sobre as irregularidades identificadas nas últimas operações. “Muitas vezes, o contribuinte é notificado, intimado a regularizar sua situação e ainda assim identificamos que a situação não se modificou. Neste caso, ele se torna reincidente e pode ser desenquadrado do Simples Nacional, além de ter a multa elevada”, afirmou Rogério de Mello, auditor fiscal do Grupo Especialista Setorial de Automação Comercial (Gesac).

“A meta é bastante ousada, mas o fisco catarinense está mobilizado para garantir que todos os contribuintes cumpram com suas obrigações fiscais. É uma questão de justiça fiscal com quem paga os impostos em dia”, afirmou o secretário Antonio Gavazzoni.

Em 2015, foram realizadas mais de 250 operações de fiscalização, que contribuíram para a manutenção da arrecadação do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) de Santa Catarina, de acordo com a Secretaria. A pasta não divulgou um balanço parcial da operação.

Fonte: Secretaria de Estado da Fazenda

Os problemas na economia resultaram em menos arrecadação e agora o Fisco irá apertar mais

É sabido que infelizmente a economia está com problemas. Esses “problemas” tem em sua origem muitas decisões incorretas do governo que agora sente na própria pele os problemas que vários empresários estão sentido: a queda nas receitas.

O governo estadual está fazendo cortes internos para fazer frente a essa queda na arrecadação, pois os gestores precisam respeitar a lei de responsabilidade fiscal.

Cortar custo imediatamente tem um bom efeito a curto prazo, mas não resolve.

Qual a saída?

Aumentar a arrecadação.

Isso não acontece apenas no âmbito estadual, pois o próprio governo federal já está forçando a volta da CPMF.

O que resta para o governo estadual fazer? Aumentar as alíquotas ou aumentar a fiscalização e é exatamente isso que está ocorrendo.

Tanto é verdade que agora em outubro a região Norte foi a escolhida. Em mais uma etapa da operação ECF Total, a Secretaria de Estado da Fazenda verificou irregularidades em 16 dos 38 estabelecimentos varejistas visitados pela equipe da 14ª Gerência Regional da Fazenda Estadual, em Mafra. Deflagrada na última segunda-feira, 5 de outubro, auditores fiscais visitaram empresas dos ramos de confecções, brinquedos e sapataria nos municípios de Monte Castelo, Papanduva, Mafra, Rio Negrinho e São Bento do Sul.

A operação ECF Total tem foco na correta instalação do Emissor de Cupom Fiscal, e no total, as multas somam R$ 38 mil.

Regularizar a situação de sua empresa passa a ser mandatório para os próximos meses para evitar prejuízos maiores.

Conte com o apoio dos consultores da Datamais para apoiá-lo nesse processo. A regularização dependendo do estabelecimento pode envolver alguns itens adicionais do que simplesmente a emissão do cupom. Aproveite nossos consultores para saber o que mais sua empresa pode ganhar com a automação.

São quase 20 anos no mercado de Santa Catarina auxiliando o varejo a se tornar mais competitivo.

A gestão de estoques é uma questão de sobrevivência

Desde sempre, em qualquer empreendimento, estocar foi fundamental e manter os estoques ajustados às necessidades, para não faltar e não ter em excesso, é um desafio constante.

Nos estoques é que reside boa parte do capital de giro de uma organização, o que por si só faz merecer total atenção da administração. É nos estoques que muitos prejuízos passam despercebidos pelos gestores, prejuízos causados por inúmeros fatores tais como deterioração de produtos perecíveis, itens comprados em excesso, desvios (roubos), falta de conferência na entrada de produtos em comparação ao que foi pedido (preços, quantidades).

Saber a quantidade em estoque, o consumo de cada material, o ponto de compra ideal e o mínimo seguro em função do prazo de entrega, figuram entre as informações indispensáveis para a gestão eficiente de estoques.

É válido afirmar que a administração dos estoques gera lucros quando bem executada e, obviamente, prejuízos irreversíveis quando ignorada.

Existem várias estratégias para controle de estoques e também diversas ferramentas disponíveis, cada organização pode optar por aquelas que melhor se adequarem à sua cultura. Porém, alguns fatores devem ser observados, como excesso de burocracia, falta de integração entre as ferramentas e a disponibilidade de acesso rápido às informações.

Acima de tudo, a gestão de estoques exige disciplina e organização.

Datamais Sistemas e Web foi premiada em Florianópolis

Empresas Catarinenses receberam na noite do dia 10 de outubro, o Premio Estadual de Qualidade e Excelência.

A premiação aconteceu em Florianópolis e reconhece as empresas que investem na melhoria contínua de suas práticas de qualidade e excelência no atendimento e se destacaram em 2015 por seus resultados.

Este prêmio vem de encontro às políticas adotadas pela empresa que sempre priorizou o atendimento aos seus clientes.

Sempre acreditamos que o atendimento deve ser parte integrante do nosso produto. Oferecer a melhor tecnologia não é o suficiente. Temos que estar presentes no dia a dia do cliente, atuando para que ele possa ter o melhor retorno.

A Equipe Datamais sentiu-se agraciada pela premiação, pois todos contribuíram de forma significativa para mais esta conquista.

O reconhecimento do nosso trabalho nos deixa orgulhosos e com muita motivação para continuar buscando sempre o melhor para nossos clientes.

novo

Datamais completa 19 anos de história

“Desde 01/10/1996 iniciamos o dia na Datamais focados em melhorar os produtos e serviços que oferecemos aos nossos clientes.

Enfrentamos grandes desafios que renovam nossa motivação diariamente.

Nossos sinceros agradecimentos a todos que participaram e participam de nossa trajetória.

Com a experiência dos 19 anos, a Datamais continua com o entusiasmo e o idealismo que lhe deu origem.”

Datamais comemora aumento de 65% nas vendas no 1º semestre de 2015

Especialista em softwares de gestão para diversos segmentos e soluções web, a empresa com 19 anos de atuação tem muito o que comemorar.

A performance do 1o semestre superou o mesmo período do ano passado em 65%.

Diante do cenário de crise, segundo o sócio-administrador Hugo Eyng, o resultado positivo deve-se à incansável preocupação com a excelência no atendimento prestado a seus clientes, à constante atualização de tecnologias empregadas e também ao aprimoramento do entendimento do negócio.

Esses fatores geram uma parceria de confiança, onde o cliente tem a certeza do retorno do valor investido e futuras necessidades com seu crescimento atendidas.

Quando falamos em aumento nas vendas o número de usuários também são expressivos. São 180 novos usuários no 1o semestre entre eles Thapyoka Blumenau, AHOY Tavern Club, Aroma de Cozinha, Panificadora Pão e Vinho, Panif. e Conf. Coração do Vale, Panificadora Bibamel, Blu Shopping Lanches, Feeling Estofados e Associação Atlética Metisa.

Para os próximos meses, a empresa continua otimista em suas estratégias para continuar crescendo e oferecendo os melhores serviços.

Além dos novos usuários, a carteira de clientes da Datamais destaca algumas empresas de renome na região como a Empresa Têxtil Rio dos Cedros, Tecnoeas Automação Industrial (Brasil com Associada na Espanha), Pro-Ilha Surf Boards, Thapyoka Restaurante Bar e Boate, Churrascaria do Ataliba, Confeitaria Blumenau, Castelo da Pizza, Restaurante Bela Vista, Elite Comandos, Loja Militar, Manobra Radical, Dicionário do ICMS, Mueller Fogões entre outros.

Datamais e sua evolução

Com sede em Timbó, Santa Catarina, a empresa atua com o objetivo de facilitar a gestão dos negócios e reduzir perdas.

Atende diferentes segmentos como Bares, Restaurantes e afins, Padaria, Panificadora e Confeitaria, Indústrias, Indústrias Têxteis, Atacado e Distribuição, Serviços e Varejo em Geral.

Entendendo a necessidade atual para o ramo de entretenimento e atuando em Bares, restaurantes e afins, a empresa investiu neste segmento oferecendo uma solução completa e integrada com sistema desktop para atendimento fiscal, automatização dos ambientes com uso de palms, tablets, smartphones e terminais para pedidos, sites e vendas on-line através de webentrega e mobile.

Foi criada em 1996 para desenvolver softwares para as empresas que buscavam se informatizar. Hoje desenvolve soluções desktop e web não só para atender a legislação, mas criou um valor a mais oferecendo uma consultoria para que os usuários consigam obter melhores resultados com menor esforço, enfatiza Hugo Eyng.

Vida útil de um site

Tempo médio de vida útil de um site é de apenas três meses.

Se no início da Internet o desenvolvimento de um site era uma das tarefas mais complexas da web, hoje já existem ferramentas que colocam uma página no ar em poucos minutos. Entretanto, mantê-la ativa é o principal desafio: o tempo médio de vida útil de um site é de apenas três meses.

O levantamento é da BigWeb, plataforma a BigData Corpm que realiza uma varredura completa e contínua da Internet, pesquisando e correlacionando dados de mais de 90 milhões de sites e 320 bilhões de páginas HTML.

O tempo de vida de um portal é menor do que o de abelhas e formigas operárias, que costumam sobreviver por seis meses e um ano, respectivamente. A pesquisa considera que um site está “morto” quando não possui atividade, como postagem ou atualização, durante um mês inteiro.

www2

Apesar da elevada mortalidade, novos sites são criados todos os dias para substituir os que desaparecem, e o número total de sites só cresce. Apesar de já ter visitado mais de 15 milhões de sites de todo o Brasil, a cada dia a plataforma descobre cerca de 20 mil novos sites que nunca haviam sido vistos antes.

“A popularização da Internet e a simplificação do processo de criação de sites, com ferramentas que permitem a fácil criação de uma página, fez com que muitas pessoas criassem seus próprios sites, sejam blogs, e-commerces, ou de qualquer outro tipo, mas poucos conseguem gerar conteúdo para atrair visitantes e manter o site operando”, comenta Thoran Rodrigues, CEO da BigData Corp.

Alguns números da Web:

Do total de sites criados:
– 52% são blogs;
– 3,5% são sites de notícias;
– 2,7% são e-commerce;
– 2,5% são ONGs;
– 2,10% são sites corporativos;
– 1,95% são sites educacionais;
– 0,37 são sites de governo;
– 34% são outros tipos de sites, além dos descritos acima.

Na média, cada servidor que hospeda sites atende a 3,63 sites, mas diversos servidores hospedam mais de mil sites, e o servidor que atende a maior quantidade hospeda pouco mais de 21 mil sites.

Mundo Mobile – Uma realidade

Com a tecnologia se transformando tão rapidamente acabamos por não parar e notar que a vida das pessoas também vem se transformando. São tantas opções para se conectar: sites, vendas online, blogs, aplicativos, redes sociais que a forma de comunicação precisa acompanhar esta evolução e buscar facilitar este meio tanto no lado pessoal quanto no profissional. Por isso vemos tanta publicidade por todos os lados. Se o comportamento das pessoas vem se modificando e esperado a mudança na forma de comunicação no intuito de melhorar a qualidade de vida das pessoas tocando num dos pontos mais sensíveis hoje do ser humano que é a falta de tempo. Agilidade e facilidade é o que se procura.

Segundo dados do e-Bit, o varejo online brasileiro está com taxa de crescimento anual de aproximadamente 30%. Segmento este fomentado pelas iniciativas que vêm se tornando tradicionais nas compras pela internet: Dia das Mães, Black Friday e também o Natal.

As expectativas para 2016 é de crescimento nas vendas online (em torno de 17%) que serão impulsionadas principalmente pela tendência do mobile commerce.

Não podemos ignorar esta fatia do mercado e devemos buscar formas de entender e nos aprofundar um pouco mais nesta nova realidade para conseguirmos inserir produtos e serviços de forma assertiva.

Buscar este consumidor mobile num mercado tão concorrido não é tarefa fácil. Mas ficar de fora é deixar de ganhar e fidelizar clientes.

Se milhões de brasileiros acessam a internet pelo celular, devemos estar onde o consumidor está.

A Datamais desenvolve aplicativos mobile, utilizando as mais recentes tecnologias, seguindo os padrões de usabilidade e design.

Acessos – Índices Brasil

Segundo o estudo da We Are Social, o Brasil, com uma população de 204 milhões, tem 110 milhões de usuários de internet (penetração de 54%). Desses 110 milhões, 96 milhões (47% da população total), têm perfis em redes sociais, 276 milhões têm celular (densidade de 135%) e 78 milhões (38% do total da população) acessam seus perfis por meio de dispositivos móveis. Respectivamente, os acessos à internet devem crescer 10% este ano; as mídias sociais, 12%; os celulares, 3%; e os acessos a redes sociais por meio móvel, 15%.

O brasileiro, em média, fica 5:26 horas conectado à internet; gasta 3:47 horas com acesso móvel; gasta também 3:47 horas com acesso a redes sociais (via mobile ou fixo); e consome 2:49 horas com TV.

As redes sociais ou serviços de mensagens mais usados são o Facebook (25% do total); WhatsApp (24%); Messenger do Facebook (22%); Skype (14%); Google+ (13%); Twitter (11%); Instagram (10%); LinkedIn (9%); Pinterest (6%); e Badoo (6%).

Fonte: http://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/noticias/2015/01/21/As-tendencias-de-web-mobile-e-social-em-2015