As pessoas estão cada vez mais viciadas no celular

Quanto tempo você passa por dia usando o seu celular? Você já parou para pensar ou calcular?

Aplicativos como Facebook, WhatsApp e Instagram tomam boa parte do nosso dia. Por isso, atualmente, existem aplicativos que monitoram o consumo no smartphone e que podem ajudar o usuário comum a controlar o tempo que passa nos smarts.

Você sabia que a média dos brasileiros é a mais alta do mundo? 04:48h (Quatro horas e 48 minutos).

Os dados são de um levantamento realizado pela empresa de estatísticas Statista e são referentes ao ano de 2016. Os top 5 de maior tempo de uso do smartphone ao longo de um dia são:
Brasil: 04h:48min
China: 03h:03min
Estados Unidos: 02h:37min
Italia: 02h:34min
Espanha: 02:11min

No Brasil, o tempo de uso do aparelho mais do que dobrou em quatro anos. Em 2012, a média era inferior a duas horas diárias e estamos à beira das cinco horas.

Segundo dados da 27ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP), a estimativa para o mês de maio era de que o país teria 168 milhões de smartphones em uso. O número representa alta de 9% em relação ao ano passado (quando eram 151,5 milhões).

O previsto pelo estudo é que hajam 236 milhões de aparelhos em uso em 2018.

Com as previsões de número crescente de smartphones e o aumento do tempo de uso desses aparelhos, temos de um lado organizações que veem grandes oportunidades nesta facilidade de acesso por tempo bastante considerável, explorando de forma inteligente este mercado, oferecendo produtos e serviços para este público tão conectado.

Entrando nesta onda, vemos o crescimento de uso de aplicativos como solução para diversas necessidades das pessoas, nos mais variados segmentos como: Alimentação, Fitness, Beleza, hotéis, Corretores de Imóveis, Automotivos, indústria financeira, etc… Os Apps já fazem parte na nossa vida.

E de outro lado, vemos organizações que se preocupam com o bem-estar dos usuários tentando “conscientizá-los” para o uso adequado de tempo considerado saudável.

No caso do bem-estar dos brasileiros, o Instituto Delete, especializado em detox digital e institucionalizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro, elaborou um questionário que lhe dá um diagnóstico com base no seu caso.

O quiz foi desenvolvido no Instituto de Psiquiatria da UFRJ, por Anna Lucia King e Eduardo Guedes, ambos pesquisadores do Instituto Delete. O questionário pode ser acessado neste endereço. https://duduguedes.typeform.com/to/hmOhHX

Na era de “ansiedade digital” em que vivemos, mais e mais pessoas estão optando por uma medida radical de se“ desconectar de tudo” de tempos em tempos, ou seja, um detox digital, divulgado por um movimento que começou há cinco anos nos Estados Unidos, para lidar com a dependência da internet e das redes sociais.

O princípio é semelhante ao do tratamento de pessoas com adicções (vícios) em substâncias químicas e a ideia é de ”limpar” o corpo.

Se você já não consegue prestar atenção naquilo que as pessoas te dizem pessoalmente – somente via WhatsApp – e tem sintomas de taquicardia quando a bateria do telefone está prestes a acabar, talvez seja hora de fazer uma pausa e rever seus hábitos tecnológicos.

Para especialistas, ‘Viciados’ em tecnologia usam app, game e celular como se fosse droga.

Um estudo da Flurry, consultoria do Yahoo, apontou que há 280 milhões de “viciados” em aplicativos para celular no mundo, mas não tem base médica. No entanto, muitos brasileiros, 10% do total de internautas segundo especialistas do Hospital das Clínicas (SP), já foram diagnosticados com um vício real: é a dependência de tecnologia, que faz suas vítimas passarem até 12 horas conectadas e, quando estão off-line, tremerem, suarem, terem taquicardia e, em casos extremos, chegarem até a tentar suicídio.

Então, a idéia não é eliminar tudo isso da vida das pessoas, mesmo porque seria impossível frear ou retroceder o avanço tecnológico, mas sim tornar o uso consciente para que possamos desfrutar de tudo de extraordinário que a tecnologia nos proporciona com equilíbrio.

Veja a seguir o ranking elaborado pelo Statista que mostra o tempo de uso médio do celular em 10 países com os índices mais altos do mundo.

smartphone

Fontes: exame.com Abril/2017, techtudo.com.br, folha.uol.com.br, g1.globo.com



Deixe um Comentário

Seu e-mail não aparecerá no comentário. Os campos obrigatórios estão marcados com (*).

Você pode usar estas tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>